Tudo começa numa ideia que se desenvolve no estudo do trabalho a realizar.  Quer seja um painel de mosaico, uma porta de vidro fundido ou uma janela de vitral, desta fase depende o resultado final. Aqui é exigido criatividade e a determinação necessária para chegar ao objectivo. Um trabalho belo e adequado.  Depois do estudo concluído e aprovado pelo cliente passa-se à fase de produção. Passar o desenho para a escala real, cortar, pintar, cozer, montar, soldar, impermeabilizar, dar patine, limpar e voltar a montar no local a que se destina são algumas das fases porque passa o nosso trabalho que exige sempre concentração, dedicação e paciência, mas é também esta inércia que o torna especial.  Finalmente transportamos e colocamos carinhosamente a obra que nos confiaram no local destinado. E é então aí que começa uma vida nova. Ficará para nós como um filho que cresceu e finalmente se emancipou, mas que nunca se esqueceu.  Paulo Nogueira nasceu em Lisboa em 1959.  Estudou na Escola de Artes Decorativas António Arroio e na Fundação Ricardo Espírito Santo.  Em 1982 fundou o seu atelier para se dedicar à criação de vitrais, mosaico e escultura em vidro. O seu trabalho encontra-se em diversos países e colecções particulares.  Membro do Centro Internacional do Vitral. Chartres, França.  Sócio do Centro do Património da Estremadura.   Principais exposições    Vitral    1999-  Salon International du Vitrail, Paris   2000-  Marie de Gagny, Paris.   2001-  Deuxiémme Biennel International du Vitrail, Bourg la Reine, Paris.   2002-  Padrão dos Descobrimentos, Lisboa.   2003-  Biennel International du Vitrail, Bourg la Reine, Paris.   2005- Biennel International du Vitrail, Bourg la Reine, Paris.   Pintura    1988-    Centro da Cartuja, Saragoça, Espanha.   1999-  Galeria Paleta, Lisboa.   2000- Galeria do Museu Regional de Sintra.  Arquivo Distrital de Leiria  Casa da Música, Óbidos   2001-  Espaço Gan, Lisboa.  Lisboa Clube Médico Português.   2002-  Padrão dos Descobrimentos, Lisboa.  Auto Clube Médico Português, Lisboa.   2003-  Museu Monsenhor Nunes Pereira, Fajão, Pampilhosa da Serra.  Ordem dos Médicos, Lisboa.   2004-  Átrio do Ministério das Finanças, Lisboa.   2007-  Centro Galego de Lisboa.   Referências    1998-  Revista Inspirações.   2000 - Revista do Semanário Expresso “ A Arte dos Vitrais”  Revista Arte y Cimiento, Espanha.   2002-  Reportagem no programa “ Via Aberta” da RTP1  Entrevista na RDP, Antena2   2007-  Reportagem na revista “ Pública” do jornal “ O Público”   Trabalhos de carácter público   6º Cartório de Lisboa.  Galerias Via Veneto, loja Ferlina Gioelli, Lisboa.  Restaurante Kashmir, Lisboa.  Cafetaria Espiga Dourada, Amadora.   Cafetaria Viriato, Ramada.    Restaurante Fornos do Padeiro”, Paço de Arcos.   Cafetaria Queques da Linha, Paço de Arcos.   Museu Central de Cervejas.    Escultura em vidro “Galo” , Ourém.    Igrejas   Igreja do Socorro, Funchal, Madeira.  Igreja do Faial, Madeira.   Igreja de S. Pedro. Pêro Pinheiro .  Igreja de Câmara de Lobos, Madeira.  Igreja do Curral das Freiras, Madeira.  Igreja de Nossa Senhora da Conceição, Horta, Açores.  Igreja de S. Pedro, Leiria.   Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem, Moita.    Igreja de Nossa Senhora da Assunção, Grândola.    Igreja de S. Bento, Massamá, Queluz.    Igreja do Divino Espírito Santo, Leiria.    Igreja do Senhor da Pedra, Vila Franca do Campo, Açores.    Igreja Paroquial do Coimbrão, Coimbrão, Leiria.    Igreja Paroquial de Galegos de Santa Maria, Barcelos.    Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Piedade, Monte Redondo.   Igreja Paroquial da Madalena do Mar, Madeira.   Igreja Paroquial da Ramada, Odivelas.    Igreja Paroquial de Linda a Velha.    Igreja de Sarilhos Pequenos, Moita.    Igreja Paroquial do Cabril, Pampilhosa da Serra.   Igreja Paroquial do Cachopo, Tavira.  Igreja Paroquial de Ginetes, Ilha de S. Miguel, Açores.   Igreja do Convento das Clarissas, Funchal, Madeira.    Igreja Paroquial de S. Martinho de Sande, Guimarães.    Igreja da Bajouca, Leiria.    Igreja do Jardim da Serra, Madeira.    Igreja de Santa Rita, Madeira.    Igreja de Quibala, Angola.    Igreja do Atouguia, Madeira.    Église de Saint Thérese, Camarões.    Igreja de S. Paulo, Diocese de Viana, Angola.    Igreja de Vila Chã do Monte, Tarouca.    Igreja de Nossa Senhora da Saúde, Penafiel, Porto.    Igreja de Santa Eulália, Oliveira, Barcelos.

Tudo começa numa ideia que se desenvolve no estudo do trabalho a realizar.

Quer seja um painel de mosaico, uma porta de vidro fundido ou uma janela de vitral, desta fase depende o resultado final. Aqui é exigido criatividade e a determinação necessária para chegar ao objectivo. Um trabalho belo e adequado.

Depois do estudo concluído e aprovado pelo cliente passa-se à fase de produção. Passar o desenho para a escala real, cortar, pintar, cozer, montar, soldar, impermeabilizar, dar patine, limpar e voltar a montar no local a que se destina são algumas das fases porque passa o nosso trabalho que exige sempre concentração, dedicação e paciência, mas é também esta inércia que o torna especial.

Finalmente transportamos e colocamos carinhosamente a obra que nos confiaram no local destinado. E é então aí que começa uma vida nova. Ficará para nós como um filho que cresceu e finalmente se emancipou, mas que nunca se esqueceu.

Paulo Nogueira nasceu em Lisboa em 1959.

Estudou na Escola de Artes Decorativas António Arroio e na Fundação Ricardo Espírito Santo.

Em 1982 fundou o seu atelier para se dedicar à criação de vitrais, mosaico e escultura em vidro. O seu trabalho encontra-se em diversos países e colecções particulares.

Membro do Centro Internacional do Vitral. Chartres, França.

Sócio do Centro do Património da Estremadura.

Principais exposições

Vitral

1999- Salon International du Vitrail, Paris

2000- Marie de Gagny, Paris.

2001- Deuxiémme Biennel International du Vitrail, Bourg la Reine, Paris.

2002- Padrão dos Descobrimentos, Lisboa.

2003- Biennel International du Vitrail, Bourg la Reine, Paris.

2005-Biennel International du Vitrail, Bourg la Reine, Paris.

Pintura

1988- Centro da Cartuja, Saragoça, Espanha.

1999- Galeria Paleta, Lisboa.

2000-Galeria do Museu Regional de Sintra.

Arquivo Distrital de Leiria

Casa da Música, Óbidos

2001- Espaço Gan, Lisboa.

Lisboa Clube Médico Português.

2002- Padrão dos Descobrimentos, Lisboa.

Auto Clube Médico Português, Lisboa.

2003- Museu Monsenhor Nunes Pereira, Fajão, Pampilhosa da Serra.

Ordem dos Médicos, Lisboa.

2004- Átrio do Ministério das Finanças, Lisboa.

2007- Centro Galego de Lisboa.

Referências

1998- Revista Inspirações.

2000- Revista do Semanário Expresso “ A Arte dos Vitrais”

Revista Arte y Cimiento, Espanha.

2002- Reportagem no programa “ Via Aberta” da RTP1

Entrevista na RDP, Antena2

2007- Reportagem na revista “ Pública” do jornal “ O Público”

Trabalhos de carácter público

6º Cartório de Lisboa.

Galerias Via Veneto, loja Ferlina Gioelli, Lisboa.

Restaurante Kashmir, Lisboa.

Cafetaria Espiga Dourada, Amadora.

Cafetaria Viriato, Ramada.

Restaurante Fornos do Padeiro”, Paço de Arcos.

Cafetaria Queques da Linha, Paço de Arcos.

Museu Central de Cervejas.

Escultura em vidro “Galo” , Ourém.

Igrejas

Igreja do Socorro, Funchal, Madeira.

Igreja do Faial, Madeira.

Igreja de S. Pedro. Pêro Pinheiro.

Igreja de Câmara de Lobos, Madeira.

Igreja do Curral das Freiras, Madeira.

Igreja de Nossa Senhora da Conceição, Horta, Açores.

Igreja de S. Pedro, Leiria.

Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem, Moita.

Igreja de Nossa Senhora da Assunção, Grândola.

Igreja de S. Bento, Massamá, Queluz.

Igreja do Divino Espírito Santo, Leiria.

Igreja do Senhor da Pedra, Vila Franca do Campo, Açores.

Igreja Paroquial do Coimbrão, Coimbrão, Leiria.

Igreja Paroquial de Galegos de Santa Maria, Barcelos.

Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Piedade, Monte Redondo.

Igreja Paroquial da Madalena do Mar, Madeira.

Igreja Paroquial da Ramada, Odivelas.

Igreja Paroquial de Linda a Velha.

Igreja de Sarilhos Pequenos, Moita.

Igreja Paroquial do Cabril, Pampilhosa da Serra.

Igreja Paroquial do Cachopo, Tavira.

Igreja Paroquial de Ginetes, Ilha de S. Miguel, Açores.

Igreja do Convento das Clarissas, Funchal, Madeira.

Igreja Paroquial de S. Martinho de Sande, Guimarães.

Igreja da Bajouca, Leiria.

Igreja do Jardim da Serra, Madeira.

Igreja de Santa Rita, Madeira.

Igreja de Quibala, Angola.

Igreja do Atouguia, Madeira.

Église de Saint Thérese, Camarões.

Igreja de S. Paulo, Diocese de Viana, Angola.

Igreja de Vila Chã do Monte, Tarouca.

Igreja de Nossa Senhora da Saúde, Penafiel, Porto.

Igreja de Santa Eulália, Oliveira, Barcelos.